Câmara realizou sessão itinerante no bairro Padre Ulrico

por everton publicado 27/11/2019 16h08, última modificação 27/11/2019 16h08
Em pauta dois projetos de lei do legislativo e cinco requerimentos discutidos e aprovados.
Câmara realizou sessão itinerante no bairro Padre Ulrico

Vereadores na sessão itinerante

O Poder Legislativo de Francisco Beltrão realizou nesta terça-feira, 26, a primeira e única sessão itinerante de 2019. O local escolhido foi o Colégio Estadual Léo Flach, no bairro Padre Ulrico. Alunos, professores e moradores acompanharam as discussões dos assuntos que estavam em pauta. Na sessão foram discutidos e aprovados dois projetos de lei do legislativo. O vereador Paulo Grohs(PSDB) propôs a criação da semana municipal do rock e o vereador Ademir Walendolff(Patriota) apresentou a sugestão de criação da semana municipal de conscientização e prevenção dos acidentes com eletricidade. Ambos os projetos foram aprovados por unanimidade. A única ausência na sessão itinerante foi da vereadora Elenir Maciel(PP), que teve problemas particulares, e não compareceu ao colégio.

Outros cinco requerimentos também foram discutidos. Os vereadores Dile Tonello(PMN), Ademir Walendolff(Patriota) e Rodrigo Inhoatto(PDT) estão requerendo, em conjunto, a possibilidade de um chamamento público para credenciamento de prestação de serviços médicos nas especialidades de ortopedia, cardiologia, nefrologia e vascular. Outro requerimento, de autoria do presidente José Carlos Kniphoff(PDT) diz respeito ao relatório detalhado das multas e o valor arrecadado com as infrações de trânsito emitidas pelos agentes de trânsito ou registradas pelos radares, de outubro para cá. Na sequência, os vereadores Dile e Ademir propuseram a parceria entre a Unibel(União de bairros de Francisco Beltrão) e as secretarias responsáveis pela coleta do lixo, para que sejam realizadas campanhas de conscientização com os moradores da cidade e interior. Por fim, o vereador Rodrigo Inhoatto solicitou informações sobre o término da pavimentação da avenida Santo Fregonese e a construção dos muros de contenção nas laterais do rio Lonqueador. Outro pedido do mesmo vereador é no sentido de cobrar da Administração Municipal as parcerias e projetos para a construção de passeios públicos.

Antes de encerrar a sessão, o presidente do legislativo José Carlos Kniphoff(PDT) abriu espaço para o presidente da Associação de Moradores do Padre Ulrico, André Cavilha apresentar aos vereadores as principais reivindicações e necessidades do bairro. De forma enérgica, André cobrou mais atenção dos vereadores e do Poder Público, principalmente no atendimento às crianças, com mais vagas de creches, melhorias no posto de saúde e no campo de futebol da comunidade. Outro pedido foi em relação aos asfaltos e passeios públicos, que segundo ele, estão precários. A diretora do Colégio Léo Flach, Edina Mocelin também solicitou mais acessibilidade para os alunos e faixas elevados no entorno da escola, pois segundo ela, os carros passam em alta velocidade. A diretora também manifestou a insatisfação com o Governo do Estado que está cogitando a ideia de fechamento do período noturno das escolas estaduais, atitude que afetaria diretamente o Colégio Léo Flach e outras 22 escolas do Núcleo Regional de Educação de Francisco Beltrão.

Depois da sessão, os vereadores atenderam as dúvidas dos alunos sobre as funções que os vereadores exercem e como é o trabalho no dia a dia, no contato direto com a população de Francisco Beltrão. Mesmo que a sessão tenha sido tensa, em alguns momentos, com discussões acaloradas, o presidente José Carlos disse que vai conversar com os demais vereadores e pretende continuar com as sessões itinerantes em outras escolas, em 2020.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.